Modalidades de entrada e visto em Portugal, veja melhores maneiras

As diversas modalidades de entrada e visto em Portugal, resumo dos meios mais acessíveis!

Cidadania: Pode ser pleitada por filhos e netos de um cidadão português; por pessoas casadas ou em união estável (há mais de três anos) com portugueses; e por estrangeiros que residam em território lusitano por seis anos consecutivos. O custo fica entre 400 e 825 reais.

Trabalhadores: É necessário ter uma promessa de contrato emitido por uma empresa. Vale por 120 dias e, em Portugal, é trocado por uma autorização de residência de um ano, renovada de dois em dois anos. Custo do visto: em torno de 500 reais.

Empreendedores: é preciso criar uma empresa e apresentar um plano de negócio e investimentos. Não há exigência de capital social mínimo. Custo do visto: cerca de 600 reais.

Alto investimento (visto Gold): Destinado a quem adquire imóvel acima de 350 000 euros ou montas empresa com no mínimo dez postos de trabalho e com investimento inicial de 250 000 euros. A taxa fica em torno de 600 reais na entrega do processo. Se aprovado, pagam-se mais 17 000 reais. Uma das vantagens é o processo rápido de obtenção do visto.

Aposentados ou titulares  de rendimentos: É necessário comprovar rendimento estável (pensões, aplicações financeiras, imóveis), com ganhos em valor igual ou superior ao salário mínimo local (na casa de 1800 reais), ter lugar para morar e apresentar seguro médico internacional. Custo do visto: em torno de 600 reais.

Estudantes: O visto de estudante (600 reais) exige comprovações de matrícula e de capacidade de se manter. É renovado anualmente.

Portugal não pede visto para os brasileiros que vão ficar por um período de até 90 dias no caso de turismo,  negócios, cobertura jornalística e missão cultural. Mas pede os seguintes documentos:

  • passaporte com validade superior em, pelo menos, 3 meses à duração da estada prevista (preferencialmente 6 meses);
  • bilhete de viagem aérea (ida e volta);
  • comprovativo de alojamento ou carta convite para Portugal caso se hospede na casa de um amigo ou parente;
  • documento comprovativo de vínculo laboral ou atividade profissional no Brasil (devidamente reconhecido em Cartório e autenticado no Consulado de Portugal na área de residência);
  • comprovativos dos meios financeiros para suportar a estada, equivalentes a 75 euros por cada entrada em território nacional, acrescidos de 40 euros por cada dia de permanência relativos a hospedagem. Esses 40 euros podem ser dispensados no caso de carta convite válida.

Se pretende ir a Portugal, para visitar ou até mesmo, residir, vale a pena conferir o site da Embaixada de Portugal no Brasil.

Visto de Investidor

O investidor que deseja ter acesso ao visto, é necessário um investimento de pelo menos 1 milhão no mercado financeiro ou abrir um negócio que contrate no mínimo dez trabalhadores ou ainda aplicar pelo menos 500 mil euros em imóveis.

A opção de investir na aquisição de um imóvel a partir de E$ 500.000,00 (quinhentos mil euros) é bastante interessante para quem já possui uma boa renda fixa mensal e pretende emigrar para a Europa.

O visto permite ao investidor circular pelo espaço europeu (dos países signatários da zona de Schengen), além de morar e trabalhar em Portugal, e ainda permite aos seus titulares, após seis anos, fazer o pedido de cidadania, obtendo um passaporte europeu.

A única exigência portuguesa são 7 dias de permanência no país no primeiro ano e 14 dias nos anos seguintes, possibilitando ao estrangeiro conseguir a autorização de residência sem, no entanto, residir em Portugal.

Após adquirir o visto de residência, o mesmo tem validade de um ano, e precisará renovar a cada ano. No fim do quinto ano, o investidor pode solicitar um visto de residência permanente, e no sexto ano solicitar a cidadania, conforme a legislação portuguesa.


Violação de dados expõe 100 mil fotos de viajantes dos EUA

Uma recente violação dos dados de foto e placa de identificação dos viajantes da Alfândega…

Pontos turísticos mais visitados do mundo, veja os melhores

Cristo Redentor, Rio de Janeiro: como não poderia deixa de ser, vamos começar nossa lista…

Ganhe uma grana extra com serviços exclusivos para turistas

Essa dica é para aqueles que moram em cidades turísticas, como municípios com praia, a…

Smiles Fidelidade cria cartão de crédito próprio apostando no mercado do turismo

A Smiles Fidelidade lançou nesta quarta-feira, um cartão de crédito co-brand, bandeira Visa, em parceria…

Conheça 5 pontos turísticos mais visitados no Brasil

O Brasil é um país cercado de belezas naturais que encantam,  tanto turistas estrangeiros como,…

Visto para viajar aos EUA triplica a recusa para brasileiros, concessão fica mais rígida, dicas como conseguir

Negativa de concessão triplica. Tirar um visto para viajar aos Estados Unidos está cada vez…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *