Home - IPTV Streaming - Copa Libertadores entrou definitivamente na era do streaming: jogos ao vivo no Facebook com parceria FOX Sports

Copa Libertadores entrou definitivamente na era do streaming: jogos ao vivo no Facebook com parceria FOX Sports

A Copa Libertadores entrou definitivamente na era do streaming. Como os fanáticos por séries já se acostumaram a abrir o computador para assistir às produções da Netflix, agora todo torcedor de futebol que quiser assistir aos jogos de seu time no torneio sul-americano terá de acessar o Facebook.

Isso mesmo, o Facebook. A gigante das redes sociais comprou os direitos de TV aberta da Libertadores e terá exclusividade em TODOS os jogos transmitidos às quintas-feiras. Terças e quartas seguem com FOX Sports e SporTV, no cabo, e Globo, na TV aberta.

A dinâmica é simples: o torcedor acessará o Facebook normalmente, abrirá a aba Facebook Watch e digitará “Libertadores”. Basta clicar no jogo em questão e a transmissão começa, em parceria com a FOX Sports, que também terá a transmissão disponibilizada em sua página na rede social.

É o caminho já visto com o serviço (esse, sim, de streaming) Dazn para fazer concorrência às emissoras tradicionais. Mas a estratégia do Facebook tem uma diferença: não existe, segundo os dirigentes da empresa, a pretensão de se transformar em um canal de esporte.

“A gente não é um canal, nós somos uma plataforma”, afirma Leo Cesar, responsável pela área de esportes do Facebook na América Latina.

A rede social aposta na parceria com o FOX Sports, um canal de esporte propriamente dito, para a nova jornada que terá início nesta quinta-feira (7) com o jogo entre Huracán (ARG) e Cruzeiro.
“Não vamos comprar todos os direitos”

A entrada do Facebook no mercado de transmissões esportivas se baseia em uma mudança de comportamento do público, de acordo com Leo Cesar. O fato de 98,2% da população brasileira possuir um celular, segundo dados da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), deixa o ramo mais convidativo para uma plataforma que aposta suas fichas na transmissão mobile.

“A mudança de comportamento das pessoas e a tradição de se consumir conteúdo de esporte determinaram nosso movimento. Mas isso não quer dizer que vamos sair comprando todos os direitos. Somos uma plataforma que não precisa disso. O mundo ideal para nós é permitir que quem tenha os direitos do conteúdo possa usar a plataforma e ter um modelo sustentável para rentabilização”.

O movimento faz com que os direitos futuros do Campeonato Brasileiro não estejam no radar da rede social, algo diferente do que foi visto no Esporte Interativo, que comprou briga com a Globo e acertou com alguns clubes a transmissão para TV a cabo a partir deste ano. “Estamos felizes com os direitos que temos, principalmente para o mercado sul-americano. É difícil falarmos sobre o que vamos fazer lá na frente, mas não vejo um movimento nosso para esse sentido”, completa Léo.


Sobre Suporte Center

Suporte Center é um autor do site centerdicas.com especializado em publicações sobre tecnologia, dicas e reviews

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *