Fraude: Neymar pode pegar seis anos de cadeia se culpado pela transferência do Santos para o Barcelona

O jogador e e craque para muitos Neymar pode ser condenado a um máximo de seis anos de prisão em Espanha, caso seja dado como culpado de fraude, quando se transferiu do Santos para o FC Barcelona, em 2013.

Neymar, seus pais, o presidente do Barcelona, Josep Maria Bartomeu, e seu antecessor, Sandro Rosell, serão julgados na Espanha por fraude.

O caso emana de uma denúncia do grupo brasileiro DIS, ex-dono de parte dos direitos federativos do jogador e que se considera prejudicado na transferência de Neymar do Santos para o Barcelona em 2013.

Em um primeiro momento, o Barcelona divulgou que a contratação de Neymar teria custado 57,1 milhões de euros ao clube (40 milhões para a família de Neymar e 17,1 para o Santos), mas a justiça espanhola calcula que o verdadeiro valor da transferência seria de 83,3 milhões de euros.

O DIS, que recebeu 6,8 milhões de euros dos 17,1 pagos ao Santos, acusa o Barcelona e Neymar de ocultarem o valor real da negociação.

O Ministério Público espanhol apresentou pedido de dois anos de prisão para Neymar, que, em depoimento à justiça espanhola, se defendeu das acusações, afirmando que apenas se concentrava em jogar futebol e que confiava cegamente nas decisões de seu pai, que também é seu empresário.

Informações via Globoesporte.com


Fraude: Neymar pode pegar seis anos de cadeia se culpado pela transferência do Santos para o Barcelona 1

Psicologia: a TV infantil alimenta a desigualdade de gênero?

Os programas de TV para crianças alimentam a desigualdade de gênero? Aqui está o que surge…

Game of Thrones: a verdadeira história da balista, a arma anti-dragão

Cersei Lannister precisa de algumas defesas aéreas anti-dragão, então a mente distorcida de Qyburn sonhou…

Social Media faz o mundo parecer menor

Não é apenas o seu círculo íntimo de amigos íntimos e até membros da família…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *